À medida que a Microsoft começa a sentir mais pressão dos órgãos reguladores sobre a aquisição da Blizzard por US$ 69 bilhões, seu CEO, Satya Nadella, disse estar “muito confiante” de que o acordo será concluído.

O escrutínio governamental da aquisição da Microsoft cresceu nas últimas semanas, com a Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido anunciando que estava passando para uma “fase 2” mais aprofundada de sua investigação, tendo determinado que a aquisição daria origem à “perspectiva realista de diminuição substancial da concorrência em consoles de jogos, serviços de assinatura de vários jogos e serviços de jogos em nuvem.”

Leia mais:

A Sony também tem falado cada vez mais sobre o acordo proposto, principalmente no que se refere à potencial exclusividade do console em torno de “Call of Duty”. No início de setembro, por exemplo, o chefe da PlayStation, Jim Ryan, chamou as garantias da Microsoft de que o jogo permaneceria no PS5 pós-aquisição “inadequadas”.

publicidade

É nesse clima que Nadella mais uma vez discutiu a aquisição, descartando os desenvolvimentos recentes como norma. “É claro que qualquer aquisição desse tamanho passará por escrutínio”, disse ele à Bloomberg, “mas nos sentimos muito, muito confiantes”.

Nadella também argumentou que a Microsoft era a concorrente número 4 ou 5 na indústria de videogames, observando que a Sony, que ele chamou de “maior”, havia feito recentemente série de aquisições importantes. “Então, se se trata de competição, vamos ter competição”, disse.

Desde o ano passado, as aquisições de videogames da Sony incluem a desenvolvedora Returnal Housemarque, a Haven Studios de Jade Raymond, a desenvolvedora de remake de “Demon’s Souls”, Bluepoint, a especialista em port para PC Nixxes Software, o estúdio britânico Firesprite, a desenvolvedora de jogos móveis Savage Game Studios, Valkyrie Entertainment e, talvez mais notavelmente, o estúdio de “Destiny”, Bungie.

Espera-se ainda muito mais idas e vindas enquanto o escrutínio regulatório da aquisição da Microsoft continua. Se tudo correr bem, espera-se que o acordo seja aprovado em breve.

Com informações de Eurogamer

Imagem destacada: Sergei Elagin/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do bodog? Inscreva-se no canal!