Pouco depois de uma rodada de demissões do Google e do CEO Sundar Pichai alertar que mais cortes vinham pela frente, a Alphabet, empresa controladora do buscador, vai demitir dezenas de funcionários. A medida, que afetará a equipe da divisão de inovação X, faz parte de uma série de realocações de recursos e revisão na estratégia que deve continuar este ano.

Leia mais:

Demissões na Alphabet

O laboratório lunar da Alphabet faz parte da iniciativa X, uma divisão da empresa que funciona em conjunto com inventores e empresários em busca de inovações.

Assim como o Google alegou na última rodada de demissões, a controladora também está reestruturando o X — dessa vez, para facilitar a criação de projetos, como startups independentes.

publicidade

ÀBloomberg, pessoas envolvidas no assunto ainda disseram que a divisão tem interesse em financiamento externo para viabilizar os projetos. Isso porque as iniciativas ousadas, como relacionadas a mudanças climáticas e conectividade, deram poucos negócios até agora.

Os cortes mais significativos devem ser na equipe de suporte do laboratório.

Logo da Alphabet, dona do Google, exibido em smartphone
(Imagem: rafapress/Shutterstock)

O que a Alphabet disse

Em comunicado ao Engadget, a Alphabet confirmou as demissões e as mudanças planejadas:

  • A empresa reforçou que está investindo para se “posicionar melhor” de acordo com suas prioridades.
  • Ainda, escreveu que os cortes seguem mudanças em outras equipes, incluindo mudanças organizacionais que eliminaram funções.
  • Já em um memorando do chefe da divisão X, Astro Teller, à equipe, ele esclareceu que a nova abordagem será focada “na criação de mais projetos como empresas independentes financiadas por meio de capital baseado no mercado”.
  • A divisão X fará isso colaborando com parceiros externos, otimizando equipes e tendo “eficiência de capital”.
  • Ele completou que a nova abordagem “dará mais oportunidades de nos concentrarmos no que os Xers fazem de melhor: inventar tecnologias inovadoras para ajudar a resolver alguns dos desafios mais urgentes do mundo.”
Google demissões Brasil
(Imagem: kovop/ Shutterstock)

Outras demissões no Google

Na quarta-feira passada (17), o Google iniciou uma rodada de demissões nos setores de vendas e publicidade, que inclusive deve afetar funcionários brasileiros. Não há uma estimativa certa, mas a expectativa é que “centenas de funcionários” sejam demitidos. O 5gbet1reportou o caso aqui.

Ainda, a medida segue a onda de demissões iniciada pela empresa no início do ano (você ler mais sobre isso aqui).

Pouco tempo depois do anúncio mais recente de demissões do Google, Pichai, que também é CEO da Alphabet, alertou em um memorando interno para mais realocações de recursos e demissões ao longo de 2024. O 5gbet1reportouaqui.