Em 2023, quase 13,7 milhões de veículos elétricos plug-in foram vendidos em todo o mundo, cerca de 16% das vendas totais de carros globalmente. Já os totalmente elétricos somaram 9,5 milhões de unidades vendidas, 11% de todas as comercializações. Mas o que impressiona neste cenário é o domínio cada vez mais amplo de TeslaeBYD. Juntas, as montadores responderam por 35% de todos os elétricos vendidos no mundo no ano passado.

Leia mais

A categoria plug-in combina carros elétricos a bateria (BEV) e carros híbridos plug-in (PHEV). A chinesa BYD continua liderando o setor, com mais de 3 milhões de unidades registradas e uma participação de 22% (contra 18,4% em 2022). A Tesla mantém a segunda posição, com mais de 1,8 milhão de unidades vendidas e uma participação de 13,2% (13,0% em 2022).

Juntas, as companhias responderam por 35,2% do mercado total de plug-ins (contra 31,4% há um ano). As informações são da InsideEVs.

publicidade

Distribuição de vendas de carros de plug-in de 2023

  1. BYD: 3.012.070 (22%)
  2. Tesla: 1.808.652 (13,2% de participação)
  3. Volkswagen: 994.403 (7,3% de participação)
  4. Geely-Volvo: 925.111 (6,8% de participação)
  5. SAIC (incluindo SAIC-GM-Wuling): 791.521 (5,8% de participação)
carros elétricos
BYD e Tesla seguem dominando mercado de veículos elétricos (Imagem: Quality Stock Arts/Shutterstock)

Veículos elétricos a bateria (BEVs)

O cenário é praticamente o mesmo quando analisados os números de vendas de carros totalmente elétricos. A Tesla continua com seus 1,8 milhão de emplacamentos no ano, respondendo por 19,1% do segmento (contra 18,2% em 2022).

A BYD, dessa vez, aparece no segundo lugar com 1,5 milhão de unidades e uma participação de 16,5% (ante 12,6% em 2022).

Mais uma vez, as companhias são responsáveis pela maior parte do mercado: 35,6% de todos os registros de BEV, em comparação com 30,8% em 2022.

Neste caso, o terceiro lugar fica com a SAIC (748.159 unidades vendidas e 7,9% de participação). Na sequência aparecem Wolkswagen (742.703 e 7,8% de participação) e Geely-Volvo (589.932 e 6,2% de participação).